Web analytics: o que é e quais as suas principais ferramentas?

12
 min de leitura

Monitorar o comportamento do seu público online é fundamental para o sucesso na era digital. Entenda tudo sobre web analytics!

Web analytics: o que é e quais as suas principais ferramentas?

Ter uma gestão orientada por dados, no mercado atual, contribui muito para que a empresa entenda o público, otimize seus processos e faça ajustes de mercado. Na era digital, o web analytics é a melhor estratégia para fazer a coleta de dados e o controle de informações em canais online.

É por isso que esse tipo de solução se tornou uma ferramenta obrigatória para os sucesso das empresas modernas que buscam uma cultura data driven. Neste artigo, você vai entender melhor o conceito de web analytics, como ele funciona e quais são as melhores ferramentas para aplicar na sua rotina. Boa leitura!

O que é web analytics?

Web analytics é o conjunto de ferramentas, metodologias e processos para coletar dados sobre como leads e clientes interagem com uma empresa online — por meio de sites, institucionais, blogs, serviços digitais e aplicativos, por exemplo.

Com o uso cada vez maior desses canais para divulgar, atrair e converter o público, essa estratégia é uma forma de adquirir informações relevantes sobre o comportamento do usuário e identificar gargalos que atrapalham a conversão, bem como oportunidades de facilitar essa aproximação. Trata-se de uma necessidade competitiva para o futuro e também para o presente, e é importante entender bem o assunto.

Para que serve o web analytics?

A maioria das empresas de hoje já se adaptou aos novos hábitos dos consumidores modernos: pessoas que utilizam a internet como meio principal de descoberta de marcas, consideração de produtos e conversão em compras online ou assinatura de serviços.

Ou seja, o estudo do comportamento do público-alvo para campanhas de marketing e criação da experiência de compra passa, inevitavelmente, por entender como seu cliente ideal utiliza a internet. Isso compreende a forma como ele busca por informação, quais caminhos o levam a ter contato com sua marca e como utilizam seu site, produto digital ou aplicativo.

Tudo isso é medido por uma estratégia de web analytics. O que essa ferramenta faz é automatizar a coleta de dados da movimentação dos usuários nesse sentido. Quando processados, segmentados e convertidos em informações relevantes, esses dados geram indicadores importantes para aprimorar sua relação com o público e seus resultados de negócio.

Como funciona o web analytics?

Cada ferramenta de web analytics tem suas particularidades de funcionamento e na maneira como tratam os dados de utilização gerados. Mas, de maneira mais universal, todas funcionam de forma parecida.

Ao configurar sua conta no serviço, ele oferece um código único a ser colado no HTML das páginas dos sites e aplicativos que você oferece ao público. Imediatamente, a ferramenta passa a monitorar e colher informações sobre tudo o que os usuários fazem quando acessam esses endereços.

Os dados brutos abrangem praticamente todas as características relevantes sobre aquela interação, como:

  • ponto de entrada (busca no Google, link direto, link de outra página, redes sociais etc.);
  • páginas visitadas;
  • tempo de visita;
  • número de visualizações;
  • links clicados;
  • ponto de saída (em qual página ou processo o usuário abandona o ambiente digital da sua empresa);
  • informações demográficas, como localidade e dispositivo utilizado.

Esses são apenas alguns exemplos do tipo de dado que uma ferramenta de web analytics pode colher. A partir daí, o sistema utiliza os parâmetros que você configurou para gerar relatórios e insights importantes sobre hábitos e jornadas de usuários engajados com a sua marca.

Tudo isso é apresentado em um dashboard de controle, que apresenta, em tempo real, indicadores de performance. Dessa forma, é possível acompanhar, na plataforma, a evolução da experiência do usuário dentro de seus canais digitais.

Qual a importância do web analytics para empresas?

Com o crescimento do poder de compra da geração de consumidores 4.0, em que 71% dos brasileiros afirmam preferir compras online, a relação entre uma marca e seu público está diretamente conectada ao desempenho de seus canais de atração e venda online.

Mas quais são os reflexos práticos que o web analytics pode trazer para empresas que investem nele? Confira, a seguir, os motivos pelos quais esse tipo de ferramenta pode ter efeitos positivos nos resultados de negócio.

Entender o seu público

O comportamento digital de um público hoje é parte predominante de suas características de consumo. Afinal, a forma como utilizam a internet é a forma como descobrem marcas, como comparam produtos e como tomam decisões de compra.

Relatórios de web analytics usam os dados para enriquecer o conhecimento sobre a jornada do cliente: o processo de aproximação de uma pessoa desde a identificação de um desejo ou necessidade até a conversão.

São informações fundamentais não apenas para facilitar o caminho até uma nova venda, mas até para reformular o produto em si para refletir esse comportamento.

Desenvolver novas experiências de compra

A experiência de compra é todo o processo de pesquisa, navegação, decisão e pagamento dentro de um site ou aplicativo de empresa. Isso vale principalmente para o e-commerce, mas também para negócios que oferecem serviços digitais, programas de relacionamento e conteúdo digital rico.

Uma boa experiência de compra é aquela que, além de encantar e guiar o usuário até a conclusão, elimina o máximo possível de obstáculos nesse caminho, tornando a distância entre os dois pontos a menor possível.

Para fazer isso, é preciso ter uma abordagem inteligente e entender o que o público busca, como ele utiliza páginas e o que espera desse processo. O web analytics fornece todos os insights necessários para adaptar a jornada ao seu perfil de cliente.

Acompanhar a evolução de campanhas de marketing digital

O marketing digital, atualmente, tem grande influência sobre o sucesso das empresas. O objetivo geral dessa estratégia é utilizar redes sociais e mecanismos de busca para captar e encantar potenciais clientes, direcionando-os a iniciar uma jornada de compra.

Os indicadores do web analytics demonstram exatamente o sucesso dessas campanhas em resultados práticos. Além do volume extra de visitas, o engajamento desses usuários e a taxa de conversão ajudam a calcular melhor o retorno sobre o investimento feito em marketing.

Identificar gargalos de conversão

Um dos maiores problemas na experiência de usuário das empresas é a perda de potenciais clientes por obstáculos que os afugentam antes da conversão. São pessoas que se interessaram por sua marca e seu produto, mas, por algum motivo, abandonaram o processo em algum ponto do caminho.

Um exemplo disso é o carrinho abandonado no e-commerce. Com todo o esforço de atração, a empresa consegue levar o lead até o ponto de consideração, mas não converte — ou seja, a venda não é efetuada.

Isso geralmente acontece por processos complicados de compra, falta de informações sobre o produto ou falta de confiança no formulário de pagamento. O web analytics ajuda a identificar o que causa a desistência, para que a empresa contorne o problema e otimize a jornada de compra.

Identificar tendências emergentes de comportamento

Os hábitos de consumo online mudam com muito mais velocidade do que na era pré-digital. Redes sociais explodem em popularidade em questão de meses, semanas ou dias — e canais de comunicação são abandonados com a mesma velocidade.

O web analytics permite que você monitore com bastante precisão mudanças no tipo de canal de entrada para sites e como as pessoas descobrem a marca, bem como as tendências que influenciam tudo isso. Ter essas informações antes da concorrência ajuda a TI e outros departamentos a fazer ajustes que abracem esses novos comportamentos de maneira pioneira, aumentando a identificação do público com a marca.

Tomar melhores decisões

No geral, toda informação é uma fonte potencial de evolução de um negócio. Não é à toa que conceitos como Data Science e Big Data são cada vez mais populares no mercado.

O web analytics é uma ferramenta fundamental quando as decisões a ser tomadas envolvem a relação digital entre a marca e seus clientes. Com um acompanhamento constante dos resultados online, você descobre caminhos de evolução e inovação que podem destacar ainda mais a empresa. Na era digital, oferecer experiências práticas e satisfatórias de uso é o maior diferencial em termos de competitividade.

Quais as principais ferramentas?

Existem muitas ferramentas no mercado para incluir o web analytics no monitoramento da sua marca online, cada uma com especificações, especializações e objetivos diferentes. Para que você tenha uma ideia sobre as opções de mercado que deve considerar, veja as principais soluções disponíveis atualmente.

Google Analytics

O Google Analytics é, com certeza, a ferramenta mais popular de medição e monitoramento online. Criado por uma empresa gigante da tecnologia, é, ao mesmo tempo, de fácil implementação e oferece grande customização de relatórios para que você domine todos os aspectos de interação do usuário com páginas e aplicativos.

Outra grande vantagem é que o Google Analytics possui integração nativa com o motor de busca da empresa, além do Google Ads. É uma ferramenta completa e grátis para empresas de todos os portes.

Adobe Analytics

A Adobe é outra gigante da tecnologia que possui sua própria solução de análise de dados online. O Adobe Analytics é uma excelente ferramenta para quem busca mais inteligência na gestão de dados.

Com o Adobe Experience Platform, a TI da empresa consegue, além de analisar o tráfego, coletar dados mais ricos de experiência do usuário e campanhas de marketing. Uma de suas grandes funcionalidades é a inteligência preditiva, que ajuda o negócio a projetar interações com maior potencial de engajamento no futuro.

Analytics Suite

A Analytics Suite, da AT Internet, é uma solução bastante conhecida no mercado por sua flexibilidade e facilidade de uso. Com muitas funcionalidades voltadas para visualização de dados, a ferramenta proporciona a empresas bastante poder sobre a geração de relatórios ricos, bem como uma análise segmentada e relevante.

Sua construção foi pensada para a transformação de insights em resultados, funcionando como estratégia de atração, engajamento e fidelidade online.

Aidax

O Aidax é um web analytics com grande foco na customização especializada de TIs empresariais. Com API poderosa e flexível, permite que esses profissionais moldem a solução de acordo com suas necessidades mais específicas de monitoramento.

Um de seus destaques é o suporte para automação de marketing, utilizando a própria ferramenta para gerar gatilhos de fluxos de comunicação e fazer o monitoramento deles.

Como adotar o web analytics na sua empresa?

Escolher a ferramenta de web analytics é apenas o primeiro passo para que esse monitoramento se torne de fato uma estratégia de negócio. Entenda, a seguir, algumas atitudes que a TI, em conjunto com outras diretorias, deve ter para conseguir mais visibilidade de engajamento e performance online.

Levantar as particularidades de cada canal online

Cada canal de captação na internet tem suas próprias características de abordagem: buscas orgânicas, redes sociais, anúncios pagos etc. A empresa deve mapear essas oportunidades de conversão separadamente e criar indicadores específicos para cada uma.

Mapear a jornada do cliente

Como já citamos neste conteúdo, a jornada do cliente é o caminho comum que determinado público percorre entre o descobrimento de uma marca e a decisão de compra.

Entender como o seu cliente ideal passaria por essa jornada ajuda a determinar quais caminhos de atração e navegação são mais relevantes para o monitoramento. No mar de dados captados, é a priorização da métricas mais importantes que realmente leva a oportunidades de crescimento online.

Criar metas e milestones

Uma métrica não é nada sem contexto. Além de olhar para o passado e entender a relação do seu público com as páginas da empresa, é preciso definir para onde você quer que esses números evoluam.

Metas de conversão podem ser configuradas na maioria das ferramentas de web analytics, que passam a gerar relatórios com análises de dados mais objetivas, em relação aos milestones buscados pelo negócio.

Configurar os relatórios

Com o caminho até aqui bem definido, é hora de refinar e customizar os relatórios com base nos indicadores de performance que mais fazem sentido.

O ideal é evitar ruídos de métricas secundárias, que só precisam ser analisadas em períodos específicos. As grandes métricas precisam ser a parte principal desses insights. Alguns bons exemplos são:

  • taxa de conversão;
  • volume de visitas;
  • pontos de entrada e saída.

A partir desses aspectos, você acompanha os demais e consegue ter uma visão geral sobre o público e o mercado.

Utilizar os relatórios como fonte de novas estratégias

Por último, queremos deixar uma reflexão importante para qualquer negócio que lida com ambientes digitais: não adianta de nada ter uma boa ferramenta de monitoramento se esses relatórios não se consolidam em ações.

O papel da TI do futuro não é apenas apresentar o ambiente de controle de resultados, mas fazer uma ponte entre eles e os possíveis ajustes para otimizar ainda mais o contato da empresa com seu público. Inclusive, o uso de sistemas de gestão com inteligência artificial é muito interessante nessa união entre dados de experiência digital e dados de negócio. Na era digital, uma coisa não existe sem a outra.

Portanto, escolha e implemente seu web analytics com uma visão estratégica sobre esse processo. Quanto mais o negócio se apoia em dados para tomar decisões, mais eficiente e ágil ele se torna no mercado.

Quer conhecer mais sobre essa nova forma de administrar negócios? Confira já um guia completo sobre data driven!

Compartilhar esse conteúdo: